roberto

Roberto
Cordovani

Ator

Ator, autor, diretor, produtor, tradutor e dublador. Roberto Cordovani tem múltiplas habilidades artísticas. Apesar de ter nascido no Brasil, ele também tem nacionalidades portuguesa e espanhola. A paixão pelas artes veio ainda criança, quando, aos seis anos, passou a assistir a produções no Theatro Municipal de São Paulo. “Meu avô era cenógrafo, trabalhou para diretores como Procópio Ferreira e Dulcina de Moraes. Minha tia foi corista e bailarina da companhia do produtor Walter Pinto, precursor de Teatro de Revista no Brasil. Isso logo despertou em mim o fascínio pelo teatro. Meu universo era o de fantoches, marionetes, interpretação, figurinos de papel”, recorda.

Ainda adolescente, Cordovani estudou balé clássico. “Era uma época complicada para um rapaz estudar balé, eu fazia escondido até da família”, diz ele, cujo pai era executivo de banco e a mãe, analista de sistemas. Emendou diversas funções conforme ia descobrindo os caminhos de sua paixão artística. Depois da dança, fez dublagens para a televisão, trabalho voluntário de leitura em ONGs, intérprete para cegos-surdos na prevenção de suicídio, entre outros. “Isso me fortaleceu como diretor, ator e produtor teatral”, continua.

No teatro já são mais de quatro décadas de trabalhos ininterruptos, incluindo reconhecimentos como o Prêmio de Melhor Ator de Londres e do Festival de Edimburgo, na Escócia, como melhor diretor em Olhares de perfil (O mito Greta Garbo), ao dar vida a Greta Garbo em 1988; e o Prêmio Compostela de Teatro, da Espanha, pela peça Eva Perón, o espetáculo, na mesma categoria Melhor Ator, na qual interpretou Eva Perón em 1995. Entre outras peças de destaque: Amar, verbo intransitivo (2017), A paixão segundo Nelson Rodrigues (2016), Lola – o musical proibido pelo nazismo (2015), O retrato de Dorian Gray (1991/ 2013), O milagre de Anne Sullivan (1976/2014). “Às vezes fazer teatro é simples, desde que você trabalhe sua verdade. Somos interlocutores de uma época”, defende ele, com experiência no assunto.

Cordovani se apresenta na Europa em português, já tendo percorrido nove países e 320 cidades europeias com suas produções. Essa relação com os palcos é tão intensa que, em 2006, resolveu ter seu próprio teatro. Fundou o Teatro Arte Livre em Vigo, na Espanha, com capacidade para 120 lugares, o qual manteve por cerca de dez anos. “Sou empreendedor, acredito em sonhos, em projetos, transformo em tudo real”, diz ele.

Após sólida carreira no teatro, regressou ao Brasil em 2017 como ator convidado da TV Globo para participação especial na novela Novo Mundo, a convite do diretor Vinicius Coimbra, como o vilão Sebastião Quirino. Sua atuação rendeu elogios da crítica especializada e indicação a prêmios de TV. “Não sinto diferença entre teatro e TV. Na verdade, na TV não tenho preocupação em atingir a pessoa da 18ª fila. Posso sussurrar, que a voz chega ao telespectador. A verdade em cena é a mesma”, afirma.

Experiência e Habilidades

Português
Espanhol
Galego

 

2018 – PRÊMIO DO JORNAL EXTRA (RIO DE JANEIRO – BRASIL)

Categoria: Revelação Masculina
Novela: Novo Mundo – TV Globo 
Personagem: Sebastião Quirino (Vilão)

 

2013 – VII FESESTE (SÃO PAULO – BRASIL)

Categoria: Melhor Ator Protagonista
Peça Teatral: Garbo Divina 
Personagem: Greta Garbo

 

1995 – PRÊMIO COMPOSTELA DE TEATRO (SANTIAGO DE COMPOSTELA / GALÍCIA – ESPANHA)

Categoria: Melhor Ator Protagonista
Peça Teatral: Eva Perón, o espetáculo 
Personagem: Eva Perón

 

1994 – FESTIVAL DE OUTONO DE MADRID (MADRI – ESPANHA)

Categoria: Melhor Ator Protagonista 
Peça Teatral: Olhares de Perfil (O Mito de Greta Garbo) 
Personagem: Greta Garbo

 

1989 – CHARRINGTON LONDON FRINGE AWARDS (LONDRES – INGLATERRA)

Categoria: Melhor Ator Protagonista
Peça Teatral: Olhares de Perfil (O Mito de Greta Garbo)
Personagem: Greta Garbo

 

1988 – CARREFOUR DE L’EUROPE (NANTES – FRANÇA)

Categoria: Melhor Ator Protagonista 
Peça Teatral: Olhares de Perfil (O Mito Greta Garbo) 
Personagem: Greta Garbo

2017 – NOVO MUNDO – TV GLOBO

Autor: Alessandro Marson e Tereza Falcão
Diretor: Vinicius Coimbra
Personagem: Sebastião Quirino
Brasil

2015 – OLHARES DE PERFIL (O MITO DE GRETA GARBO)

Autor: Roberto Cordovani e Alejandra Guibert 
Diretor: Raphael Amorim e Andrea Costakazawa
Personagem: Gustaffson e Greta Garbo 
Brasil/ Espanha

2019 – A DAMA DAS CAMÉLIAS
Autor: Alexandre Dumas Filho

Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Marguerite Gautier
Brasil / Portugal

 

2018 – DR. JEKYLL E MR. HYDE

Autor: Robert Louis Stevenson 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Todas as Personagens da Obra
Espanha / Inglaterra / Portugal / Brasil

 

2017 – AMAR, VERBO INTRANSITIVO

Autor: Mario de Andrade 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Fraulein
Brasil

 

2017 – ISADORA DUNCAN E NIJINSKY (A REVOLUÇÃO NA DANÇA)

Autor: Roberto Cordovani 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Isadora Duncan
Brasil

 

2016 – A PAIXÃO SEGUNDO NELSON DE NELSON RODRIGUES

Adaptação Teatral de Zeca Baleiro
Diretor: Debora Dubois
Personagem: Myrna
Brasil

 

2015 – A RAINHA DA NEVE

Autor: Hans Christian Andersen 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagems: Rainha e Senhorita Verão
Portugal

 

2015 – LOLA (O ESPETÁCULO MUSICADO PROIBIDO PELO NAZISMO)

Autor: Roberto Cordovani 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Lola
Espanha / Portugal

 

2014 – ANNE SULLIVAN E HELEN KELLERKELLER (A LUTA PELA INCLUSÃO SOCIAL)

Autor: Roberto Cordovani 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Anne Sullivan
Brasil/ Espanha / Portugal

 

2014 – GARBO DIVINA

Autor: Roberto Cordovani 
Diretor: Roberto Cordovani e Bruno Portela
Personagem: Greta Garbo
Brasil/ Portugal (Lisboa – Ilha da Madeira) / Espanha

 

2013 – O RETRATO DE DORIAN GRAY

Autor: Oscar Wilde 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Dorian Gray
Brasil/ Espanha

 

2012 – A GAIVOTA

Autor: Antón Tchekov
Diretor: Eisenhower Moreno
Personagem: Irina 
Espanha

 

2011 – EVA PERÓN (O ESPETÁCULO)

Autor: Roberto Cordovani 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Evita
Argentina / Brasil/ Espanha / Portugal

 

2011 – O EFEITO DOS RAIOS GAMA NAS MARGARIDAS DO CAMPO

Autor: Paul Zindel        
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Beatriz (Mãe)
Brasil/ Espanha / Portugal

 

2010 – O QUARTO DE GIOVANNI (GIOVANNI’S ROOM)

Autor: JamesBaldwi 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: David
Brasil/ Espanha

 

2009 – DR. JEKYLL AND MR. HYDE

Autor: Robert Louis Stevenson   
Diretor: Roberto Cordovani e Eisenhower Moreno
Personagens: Dr. Jekyll, Mr. Hyde, Utterson, Criada e Lanyon
Espanha / Inglaterra

 

2008 – ALADIM PERDIDO NA GALÍCIA

Autor: Roberto Cordovani 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Bruxa Maruxa
Espanha

 

2007 – AS BRUXAS DE SALÉM

Autor: Arthur Miller
Diretor: Roberto Cordovani
Personagems: John Proctor
Espanha

 

2006 – LOLAS, O ESPETÁCULO PROIBIDO PELO NAZISMO

Autor: Roberto Cordovani, Marga do Val e Eisenhower Moreno
Diretor: Roberto Cordovani e Eisenhower Moreno
Personagem: Klauss / Lola 
Espanha

 

2006 – EVITA EVA PERÓN

Autor: Roberto Cordovani e Eisenhower Moreno
Diretor: Roberto Cordovani e Eisenhower Moreno
Personagem: Eva Perón
Espanha / Portugal

 

2003 – A VOLTA DO PARAFUSO (THE TURN OF THE SCREW)

Autor: Henry James
Diretor: Roberto Cordovani e Eisenhower Moreno
Personagem: Preceptora
Brasil/ Espanha

 

2002 – AURORA RODRÍGUEZ E A SUA FILHA HILDEGART

Autor: Marga do Val 
Diretor: Roberto Cordovani 
Personagem: Aurora Rodriguez
Argentina / Espanha / Portugal

 

2002 – BELLE OTERO (O CORPO DE FALA)

Autor: Marga do Val 
Diretor: Roberto Cordovani 
Personagem: Belle Otero
Espanha / Portugal

 

2001 – O EFEITO DOS RAIOS GAMA NAS MARGARIDAS DO CAMPO

Autor: Paul Zindel
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Beatriz
Brasil

 

2000 – LOLA

Autor: Fassbinder
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Lola
Brasil

 

1998 – O EFEITO DOS RAIOS GAMA NAS MARGARIDAS DO CAMPO

Autor: Paul Zindel
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Beatriz
Brasil/ Espanha

 

1998 – ORLANDO

Autor: Virginia Woolf
Diretor: Eunice Muñoz e Roberto Cordovani
Personagem: Orlando
Brasil/ Portugal / Espanha

 

1998 – ISADORA DUNCAN (A REVOLUÇÃO NA DANÇA)

Autor: Roberto Cordovani 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Isadora Duncan
Brasil/ Bolivia / Portugal / Espanha

 

1995 – EVA PERÓN

Autor: Iolanda Aldrei, Angelo Bréa e Roberto Cordovani
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Eva Perón
Argentina / Brasil/ Espanha / Portugal

 

1993 – TODOS OS HOMENS

Autor: Adolfo Dominguez e Roberto Cordovani
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Philipe
Espanha / Portugal

 

1991 – O RETRATO DE DORIAN GRAY

Autor: Oscar Wilde 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Dorian Gray
Brasil/ Espanha / Portugal

 

1987 – OLHARES DE PERFIL (O MITO GRETA GARBO)

Autor: Alejandra Guibert e Roberto Cordovani
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Gustaffson e Greta Garbo
Brasil/ Inglaterra / França / Alemanha / Escócia / Espanha / Portugal

 

1985 – TRIBOBÓ CITY

Autor: Maria Clara Machado
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Caixa Registradora
Brasil

 

1985 – CLUBE DO GELO

Autor: Janice Theodoro da Silva
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Washington
Brasil

 

1984 – NARCISO E GOLDMUND

Autor: Herman Hesse
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Goldmund
Brasil

 

1984 – A MENINA E O VENTO

Autor: Maria Clara Machado
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Aunt Adelaide
Brasil

 

1982 – AMAR, VERBO INTRANSITIVO

Autor: Mario de Andrade 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Fraulein
Brasil/ Espanha / Portugal

 

1982 – A ROSA LÚBRICA

Autor: Walter George Durst
Diretor: Roberto Cordovani
Brasil

 

1981 – OS GRILOS DA FORMIGUINHA

Autor: Roberto Cordovani 
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Tami
Brasil

 

1981 – A RESISTÊNCIA

Autor: Maria Adelaide Amaral
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Roberto
Brasil

 

1981 – ENTRE MÃOS

Autor: Rosa Marinho
Diretor: Ademar Pettine
Personagem: Anne Sullivan
Brasil

 

1979 – QUEM VIRÁ PARA ESTE OUTONO?

Autor: Maria Rosa Nicoletta
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Jorge
Brasil

 

1976 – O MILAGRE DE ANNE SULLIVAN

Autor: William Gibson
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Anne Sullivan
Brasil

 

1975 – OS PAIS ABSTRATOS

Autor: Pedro Bloch
Diretor: Roberto Cordovani
Brasil

 

1974 – APAGA A LUZ E FAZ DE CONTA QUE ESTAMOS BÊBADOS

Autor: Ronald Radde 
Diretor: Ronald Radde
Personagem: Homem
Brasil

 

1973 – O CORDÃO UMBILICALAutor: Mário Prata
Diretor: Roberto Alves de Almeida
Personagem: Didi (Estudante de Medicina)
Brasil

 

1972 – A ÁRVORE QUE ANDAVA

Autor: Oscar Von Pfuhl
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Coelho
Brasil

 

1971 – A BELA ADORMECIDA

Baseada na Obra Os Contos de Grimm
Diretor: Roberto Cordovani
Personagem: Mensageiro
Brasil

 

1971 – PLUFT, O FANTASMINHA

Autor: Maria Clara Machado
Diretor: Humberto Furlan
Personagem: Plluft
Brasil

2015/2016 – CHICA VAMPIRO – RCN TELEVISION / NICKELODEON

Autor: Marcela Citterio (Colômbia) 
Personagem: Walescu
Angola / Brasil/ Moçambique / Portugal

Tradutor, Espanhol – Português, de 140 Capítulos da Obra

2019 – A Dama das Camélias (Adaptação Teatral) 

 

2018 – Broadway Station (Original – Inédito)

 

2008 – Dr. Jekyll e Mr.Hyde (Adaptação Teatral)

 

2008 – Aladin Perdido na Galícia

 

2007 – Lolas, o Espetáculo e as Canções que Foram Proibidas pelo Nazismo

 

2005 – Evita e Eva Perón, em parceria com Eisenhower Moreno

 

2003 – A Volta do Parafuso, de Henry James (Adaptação Teatral)

 

2002 – Autor do Livro Teatro Brasileiro na Galícia

 

1999 – Em Roma na Primavera, de Tennesse Willians (Adaptação Teatral)

 

1999 – Infâmia ou A Hora das Crianças, de Lilian Hellman (Adaptação Teatral – Inédito)

 

1998/99 – O Crepúsculo dos Anjos (Minissérie para Televisão de Galícia – Espanha) 

 

1998 – A Religiosa, de Diderot (Adaptação Teatral)

 

1989 – Olhares de Perfil (Coautoria com Alejandra Guibert para Produção Cinematográfica) – Roteiro Cinematográfico

Imprensa

mídia
  • Folha de SP - Mônica Bérgamo
  • Mix Cultura - SP
  • Alliance Francais - SP
  • Arte